Corpo de Bombeiros conclui ciclo de capacitações em combate a incêndio

Após dois anos de trabalho, o Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL) encerra as Instruções de Nivelamento Operacional (INO) de combate a incêndio, de toda da corporação, incluindo as unidades da capital e do interior. A iniciativa visou atualizar e padronizar ações, gestão e o manuseio de equipamentos, efetivo e viaturas nas ocorrências de combate a incêndio. Cerca de 1200 bombeiros militares foram capacitados desde 2016, e o ciclo encerra-se nesta quinta-feira (22), no 7º Grupamento de Bombeiro Militar, em Arapiraca.

As INOs foram ministradas por bombeiros integrantes da Comissão Técnica de Ensino e Pesquisa (CTEP) de combate a incêndio do CBMAL e voluntários, que vêm promovendo a evolução da área operacional da corporação. Iniciadas após os conhecimentos adquiridos originalmente em 2015, no evento Fire Days, em São Paulo, as instruções foram aprimoradas com a contribuição dos militares alagoanos. A atuação do bombeiro militar em incêndios é uma operação bem mais complexa do que se imagina e a padronização, reciclagem e atualização de conhecimentos devem ser uma preocupação constante.

Segundo o capitão Fernando Holanda, presidente da CTEP de combate a incêndio do CBMAL, o sentimento de todos os membros é de satisfação pelo dever cumprido. “Estamos gratos pela oportunidade de passarmos um pouco do que aprendemos, e sobretudo de aprender mais ainda com a experiência e relatos da tropa que participou desse brilhante processo de ensino e aprendizagem”, declarou ele, aproveitando para agradecer o empenho de todos que contribuíram para a realização do projeto.

Para o cabo Maxbel Oliveira, iniciativas como as INOs são primordiais para a corporação. “Foi uma experiência boa, através das instruções nós nivelamos nossos procedimentos em ocorrências de grande vulto, por exemplo. Se não houver atualização nós corremos o risco de cair no vício de operar fora do padrão, o bombeiro acabaria perdendo o profissionalismo, poderia até piorar a situação em um incêndio”, explicou o cabo.

O objetivo é continuar na busca constante pela excelência, conforme o capitão Holanda. “Queremos oferecer sempre os melhores serviços à sociedade, pois não há outra razão que nos alimenta, para que superemos as dificuldades e possamos ser capazes de trabalhar com amor e satisfação”, disse ele.

Ascom – 22/02/2018

(Visited 5 times, 1 visits today)