Justiça rejeita suspender quebra de sigilos de Queiroz

O desembargador  Antonio Carlos Nascimento Amado negou, no início da noite desta quarta-feira, 29, conceder liminar para suspender a quebra dos sigilos bancário e fiscal de Fabrício José Carlos de Queiroz e de seus parentes.

O mérito do habeas corpus impetrado pela defesa do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) ainda será julgado por todos os integrantes da 3ª Câmara Criminal do Rio, revela o MSN.

Nascimento Amado, porém, não decidiu se suspenderá a quebra de sigilos de Flávio. O site do Tribunal de Justiça informa apenas que o processo foi aberto para vistas. As ações tramitam sob sigilo.

30/05/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)